Por que ser um advogado correspondente?

A economia do país está fragilizada há algum tempo e com isso o mercado de trabalho, em várias áreas de atuação está desfavorável. No ramo de advocacia a situação não é diferente. Em geral, o mercado tradicional está saturado, muito competitivo e os índices de contratação estão baixos. Para manter a sustentabilidade financeira e o crescimento profissional é preciso que os advogados busquem inovar e se diferenciar no mercado

Uma área de atuação que vai ao encontro desses objetivos profissionais é a de advogado correspondente. Com uma dinâmica de trabalho interessante, flexível e cheia de possibilidades e benefícios o escritório de advocacia ou o advogado autônomo podem alavancar sua carreira e sua rentabilidade. Ainda não conhece esse novo ramo do direito? Então, confira conosco como funciona e porque você deve ser um advogado correspondente.

Seja um correspondente jurídico Adlogados

O que é um advogado correspondente?

O advogado correspondente é um profissional de direito, formado na área e cadastrado junto ao Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Ele presta serviços a clientes pessoa física ou jurídica, como escritório de advocacia ou empresas de outros ramos que sejam de outras comarcas, ou seja, em outras cidades ou mesmo estados.

O profissional se cadastra a uma rede segura e confiável de correspondentes, como o ADLOGADOS e assim se conecta a clientes de todo o Brasil. Esses clientes por sua vez, estão em busca de um advogado especializado em alguma área ou necessitando de um parceiro que possa agilizar e dar andamento em processos e outras questões judiciais. Vale ressaltar que o correspondente jurídico não é o representante legal do processo, mas sim um profissional que apoia e defende os interesses do patrono original da causa.

Como funciona o trabalho?

O trabalho se dá por meio de uma plataforma online em que o cliente e o profissional se conhecem e iniciam as negociações e posteriormente fecham um contrato de prestação de serviços.  

Podem ser realizados vários tipos de serviços, como por exemplo:

  • Audiências;
  • Protocolos;
  • Acompanhamento processual;
  • Acompanhamentos de julgamentos;
  • Assessorias jurídicas:
  • Cópias de processos;
  • Despachos com o Magistrado;
  • Recolhimento de custas e preparos;
  • Consultoria em casos;
  • Apoio em atividades administrativas e extrajudiciais.

São muitas possibilidades de atuação. Assim, é possível trabalhar de diferentes formas nas mais diversas áreas do direito.

Quais são os benefícios de ser um advogado correspondente?

Os benefícios de ser um advogado correspondente são muitos. Enumeramos os principais, veja:

  1. Aumentar a renda: o trabalho como correspondente permite que o advogado expanda sua área de atuação, conquiste mais clientes e amplie assim sua renda. Como novos contratos são fechados, o profissional tem condição de aumentar sua renda fixa e/ou a sua renda variável. Para os estudantes (a partir do 7º período) e para os recém-formados a correspondência jurídica é uma excelente oportunidade de adentrar no mercado de trabalho e conquistar os primeiros honorários. Os honorários são combinados com o cliente de acordo com as peculiaridades do serviço que será prestado.
  2. Expandir o networking: o correspondente jurídico entrará em contato com uma ampla rede de profissionais da área e também com clientes de diversos tipos. Assim, ele terá a possibilidade de construir um grande networking, ficando conhecido na área.  Além disso, ao fazer um bom trabalho ele poderá ser indicado para mais pessoas, expandindo sua cartela de clientes.
  3. Ter melhores oportunidades na carreira: com uma rede de contatos expandida e com o aumento de sua área de atuação, o advogado terá melhores oportunidades em sua carreira. Ele entrará no mercado com mais expressividade, terá seu nome reconhecido na área, terá mais experiência e cases em seu currículo, podendo se firmar na carreira como profissional autônomo ou mesmo conquistar uma vaga em alguma grande empresa ou escritório.
  4. Flexibilidade de horários: como as atividades na área de direito, muitas vezes, possuem alta complexidade, o advogado precisa dedicar tempo e esforço ao trabalho. Com isso, a convivência com a família e filhos, a vida social e os relacionamentos podem ficar prejudicados. O trabalho como advogado correspondente permite uma maior flexibilidade, os horários podem ser adaptados para que a vida pessoal e a vida familiar sejam conciliadas. Há alguns serviços que precisarão ser prestados no horário comercial, mas há aqueles que podem ser executados em outros horários. Além disso, estudantes universitários ou mesmo profissionais que estão estudando para concurso podem adequar seus horários sem prejudicar os estudos.
  5. Aprimorar conhecimentos: como correspondente, o advogado atua em diversas áreas do direito e desempenha várias atividades distintas. Isso vai possibilitar que ele adquira conhecimentos valiosos para a sua vida profissional. Alguns casos e situações exigirão que o advogado estude sobre o assunto, isso também contribuirá para ampliar seus conhecimentos.
  6. Estar mais qualificado para o mercado de trabalho: a vasta experiência que será adquirida no cumprimento das atividades de trabalho como correspondente jurídico irão conferir ao advogado muita experiência. Isso o ajudará a se qualificar e o tornará mais preparado para enfrentar os desafios da carreira e as exigências do mercado de trabalho.
  7. Ganho de know-how na área: com toda a experiência e conhecimento adquirido o advogado conquistará maior autoridade em sua área de atuação. Assim, será mais respeitado pelas colegas e ganhará a confiança dos clientes.

No atual cenário econômico desafiador, os profissionais de direito que desejam sucesso em sua carreira devem buscar novas e interessantes alternativas de trabalho. A correspondência jurídica confere ao advogado a possibilidade de avançar em sua carreira. O aumento de renda é um benefício que merece destaque entre as vantagens de ser um correspondente jurídico. Além disso, o ganho de experiência, de conhecimento, a expansão de networking e de know-how farão a diferença para que o profissional se destaque na área e obtenha o sucesso.

Com tantas vantagens fica fácil responder à pergunta: Por que ser um advogado correspondente? Essa nova área de atuação do direito veio facilitar e melhorar a vida dos profissionais, dos clientes, de escritórios e de empresas.

Então, que tal começar a sua carreira de advogado correspondente agora mesmo? Faça seu cadastro no ADLOGADOS!

Posts relacionados

Este artigo foi escrito por Adlogados