Direito administrativo: conheça as vantagens dessa área de atuação!

Uma das decisões mais importantes na vida de qualquer advogado é escolher a sua especialidade e a sua área de atuação.

Não existe uma fórmula mágica, válida para todos os profissionais, mas uma coisa é certa: a escolha deve ser feita com base em informações sólidas sobre a atuação em cada área e respeitando a vocação de cada um.

Seja um correspondente jurídico Adlogados

Por isso, no presente artigo vamos tratar de um dos ramos mais promissores dentro da advocacia: o direito administrativo.

Direito administrativo

A Constituição Federal de 1988, como bem sabemos, inaugurou um poderoso Estado social, responsável não apenas por assumir prestações negativas no sentido de preservar as liberdades individuais, mas, sobretudo, por atuar positivamente na viabilidade e concretização dos direitos fundamentais de viés social.

Isso significa que o Estado brasileiro tem a obrigação constitucional de oferecer ao cidadão acesso à educação, saúde, moradia, meio ambiente ecologicamente equilibrado, assistência social, entre outros.

Para atingir todos esses objetivos é que o Estado lança mão de sua atividade administrativa, gerindo recursos e interesses públicos. O direito administrativo é o conjunto de regras e princípios que disciplinam essa atuação do Estado.

Passamos a apresentar alguns bons motivos para que os advogados considerem uma especialização na área administrativa. Confira!

Grande demanda de trabalho

Como já tivemos a oportunidade de mencionar, o Estado brasileiro é grande. Como consequência disso, existem muitas relações jurídicas entre os particulares e o poder público: desde uma pessoa adoentada que é internada em um hospital público até a empresa que vence uma licitação para construir o hospital, passando pelo vínculo estatutário dos servidores, como médicos e enfermeiros.

O Estado, é claro, é aconselhado e representado judicialmente por meio de seus procuradores. Desse modo, a atuação do advogado administrativista ocorre no outro extremo, isto é, em favor do particular que teve os seus direitos violados pela atuação estatal.

Afinidade com a matéria e vocação

O direito administrativo trabalha com temas bastante abrangentes e permite que o profissional se especialize ainda mais em um assunto de sua preferência, como, por exemplo, licitações, contratos administrativos, intervenção estatal na propriedade (desapropriação, tombamento de prédios etc.) ou o estatuto do servidor público.

Além disso, muitos profissionais sentem verdadeira vocação para atuar na área do direito administrativo, diante da relevância social que o assunto tem para o desenvolvimento de um país como o Brasil, que ainda luta para dar concretude aos direitos mais fundamentais.

Bom para quem quer concurso

Trabalhar com o direito administrativo também é bom para quem não descarta a possibilidade de fazer concurso público no futuro. Independentemente da carreira pública escolhida, quase todas as provas de concurso público contam com a matéria em sua ementa.

Além disso, um especialista na área certamente terá mais facilidade de fazer prova para as carreiras que exigem conhecimentos profundos em direito administrativo, como é o caso das procuradorias municipais, estaduais e federal, magistratura e carreiras do Ministério Público.

Diversidade na atuação

Outro bom motivo para escolher ser um advogado especializado em direito administrativo é a variedade nas possibilidades de atuação profissional.

O advogado pode trabalhar no contencioso, redigindo petições, realizando audiências e diligências, ou pode trabalhar com consultoria, ajudando as empresas a atuarem dentro da lei e a garantirem seus direitos.

E aí, gostou deste post? Então curta o nosso perfil nas redes sociais (Facebook, LinkedIn e Twitter) e tenha acesso a muito mais!

Este artigo foi escrito por Adlogados