Como saber se o advogado que encontrei pela internet é confiável?

Tomar a decisão de procurar um advogado nem sempre é fácil. Esse, em geral, é um momento em que nos encontramos fragilizados e com problemas reais que precisam ser resolvidos da forma mais correta e rápida possível.

Justamente por isso contar com um profissional realmente preparado e habilitado é algo de extrema importância. Mas, com tantos advogados no mercado, como saber se o que eu estou escolhendo é realmente confiável e profissional?

Seja um correspondente jurídico Adlogados

Com o avanço das facilidades tecnológicas, muitas são as plataformas jurídicas que surgiram para nos ajudar a encontrar os advogados que mais se assemelham com as nossas necessidades. Contudo, nem todos esses sites são realmente seguros e aí pode bater aquela insegurança, não é mesmo?

Se você está vivenciando todas essas situações, saiba que é possível encontrar um advogado confiável e honesto pela internet – mas, assim como em qualquer outro tipo de contratação, é muito importante ficar atento a algumas dicas e checar todas as informações antes de fechar o contrato.

Para evitar cair em golpes ou não ter o seu caso resolvido, veja essas dicas super importantes que separamos.

Quais são as atividades privativas de um advogado?

Antes de decidir por este ou aquele profissional, é muito importante que você saiba exatamente quais são as atividades que cabem apenas a um advogado, não é mesmo?

Se você deseja apenas se consultar sobre uma situação ou já contratar alguém para cuidar do seu processo, saiba que em ambos os casos é imprescindível contar com um profissional formado em direito e que tenha sido aprovado no exame da Ordem, com inscrição regular na OAB o que irá lhe permitir advogar.

Somente um advogado pode:

  • Prestar consultoria, assessoria e realizar direções jurídicas;
  • Postular a qualquer órgão do Poder Judiciário e aos juizados especiais.

Como ter certeza que o profissional escolhido é confiável?

Veja algumas dicas fundamentais para garantir que o advogado escolhido pela internet é realmente honesto e capaz de cuidar do seu caso:

1º. Cheque se ele é habilitado para exercer a profissão

Infelizmente, não raro são os casos de pessoas que se passam por advogados apenas para extorquir dinheiro de suas vítimas, ou ainda daqueles que não foram aprovados na OAB e por isso não podem praticar a advocacia, mas mesmo assim tentam atrair clientes.

Para não cair nessas armadilhas, verifique no site da OAB, no Cadastro Nacional dos Advogados, se o profissional em questão está realmente habilitado. A pesquisa é muito simples e requer apenas que você preencha alguns dados básicos do advogado escolhido. Além de indicar se ele é ou não habilitado, a plataforma também irá lhe mostrar se existem algumas pendências e restrições em relação ao profissional.

Mas, atenção, o site da OAB somente informa quais são os profissionais inscritos recadastrados. Assim, se o advogado que você pretende contratar não tiver se recadastrado, ele não aparecerá na pesquisa. Para tirar todas as suas dúvidas, entre em contato com a OAB da sua cidade ou do seu estado e se informe.

2º Busque por referências

Um bom profissional sempre possui pessoas que indicam o seu serviço. Para saber como é o trabalho do advogado escolhido, procure por referências com amigos e conhecidos ou através da internet.

Use o Google e pesquise pelo nome do profissional. Caso ele esteja envolvido em algum golpe ou escândalo, você encontrará notícias acerca disso. Fique atento também aos sites como o Reclame Aqui, nos quais você pode encontrar a opinião de outras pessoas que tiveram experiência com o serviço do profissional.

Boas plataformas jurídicas também permitem que os usuários escrevam reviews sobre os profissionais, dando notas e até mesmo classificando quais são os melhores. Busque entrar em contato com esses usuários e saiba um pouco mais sobre o trabalho do advogado que está pensando em contratar.

3º Encontre uma boa plataforma

Saber a reputação da plataforma que está usando para encontrar o seu advogado pela internet também é fundamental, assim você terá mais segurança de que os profissionais cadastrados nela são confiáveis.

Busque sites de reclamações e cheque o quanto os usuários estão (ou não) satisfeitos com o serviço, note se a plataforma possui alguma forma de contato e se ela se predispõe a esclarecer as suas dúvidas.

E, sempre que possível, dê preferência àquelas que permitem que os usuários deem a sua avaliação sobre os advogados, ajudando você a definir quais são os melhores profissionais.

4º Marque um encontro presencial com o advogado

Antes de tomar qualquer decisão, marque um encontro presencial para poder conversar diretamente com o profissional e sentir que ele lhe passa a confiança de que você precisa.

Nesse momento, aproveite para questionar sobre a disponibilidade do advogado em atender o seu caso e também pergunte sobre a quantidade de processos atrasados.

Talvez, se ele estiver muito sobrecarregado, possa ter poucas chances de dar a atenção necessária para a sua situação.

Questione também como é o seu posicionamento em casos de emergências e se ele poderá lhe auxiliá-lo da forma como você necessita.

5º Sempre faça um contrato

Para evitar surpresas desagradáveis em relação aos honorários e outras questões é fundamental deixar tudo por escrito, documentando os deveres das duas partes e deixando claro o valor do serviço, pelo que você está pagando e detalhe tudo o que você pode pedir para o seu advogado dentro desse valor acordado.

6º Seja honesto com o seu advogado e exija clareza

Esconder informações do seu advogado por vergonha ou por outros motivos nunca é uma boa ideia. Lembre-se que, por pior que lhe pareça a sua situação, o advogado é o seu parceiro e está trabalhando para encontrar a melhor solução para o seu caso.

Mas, para que isso aconteça é fundamental que ele saiba de todos os detalhes da situação, para não ser pego de surpresa e também para aumentar as suas chances de se sair vitorioso da ação.

Também deixe claro para o profissional quais são as suas necessidades e urgências para que ele possa se preparar e lhe atender da melhor forma possível. Caso ele não possa lhe ajudar – e for um bom profissional- certamente irá lhe indicar para outros advogados de confiança que possam cuidar do seu caso.

Aproveite esse momento e também exija clareza do seu advogado. Se ele, logo de cara, já lhe garantir sucesso na ação, desconfie. Os bons profissionais sempre irão expor de maneira sincera quais são as suas chances reais e o cenário que poderá acontecer durante a ação, de modo que você se prepare.

Com todas essas dicas ficou mais fácil saber se o advogado que você encontrou na internet é confiável? Se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto, deixe-nos um comentário.

Este artigo foi escrito por Adlogados